Algumas sobras aqui, alguns grãos ali… qual o valor dos alimentos que desperdiçamos diariamente?

Postado dia 30 set 2016, em

Ultimamente nós da Iven estamos bem focados em analisar os dados sobre o desperdício de alimentos no Brasil e no mundo e, adivinhem só, nós chegamos à conclusão de que desperdiçamos muito, mas muito mais do que imaginamos.

Para se ter uma ideia do desperdício geral, de acordo com a FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura), aproximadamente um terço de tudo o que é produzido no mundo é desperdiçado. E esta situação se torna ainda mais chocante se falarmos que atualmente 870 milhões de pessoas passam fome no mundo (aproximadamente 1 em cada 8 habitantes).

Mas onde perdemos tantos alimentos? A perda dos alimentos difere muito entre os países. Por exemplo, em países desenvolvidos a maior parte do desperdício ocorre na ponta final do consumo, ou seja, na mesa das pessoas. Em contrapartida, em países menos desenvolvidos, a perda ocorre na ponta inicial da produção, durante o plantio e colheita. E em qual posição se encontra o Brasil? No meio dos dois. Nosso país tem características que fazem com que desperdicemos aproximadamente 10% de tudo o que é plantado na etapa inicial e outros 10% na mesa dos consumidores. Isso ocorre por dois motivos principais, são eles:

  1. Apesar de ser reconhecido como grande produtor de commodity, o Brasil ainda precisa melhorar muito a tecnologia de plantio e colheita de alimentos. Comparativamente aos países desenvolvidos, nosso plantio e colheita ainda utilizam de técnicas menos desenvolvidas do que eu outros países. Isso sem contar a segunda parte da cadeia dos alimentos, que é o transporte e armazenamento.
  2. O brasileiro sempre esteve acostumado com uma mesa farta e não tem o costume de armazenar os alimentos para outras refeições, pois em “terra que tudo dá” não é preciso economizar, certo? Errado! Para se ter ideia do valor (em reais) desse desperdício, dá uma olhada na ilustração abaixo.

Desperdício Animação_1

Mais do que apenas o desperdício de dinheiro, quando colocamos nessa conta que atualmente 58% de todo o lixo no Brasil é constituído de alimentos nós começamos a ver a gravidade do problema que nossa geração enfrenta. Segundo dados da FAO, a produção de alimentos do mundo é suficiente para alimentar 12 bilhões de pessoas, mas quando começamos a ver os dados e verificar que, por exemplo, os consumidores nos países ricos desperdiçam o equivalente a 222 milhões de tonelada de alimento por ano (quase a metade do total de produção de alimento da África Subsaariana), e outros países em desenvolvimento tem as mesmas culturas de desperdício que o brasileiro, notamos que tem algo que precisa ser mudado.

Aqui na Iven nós tratamos qualquer tipo de desperdício como algo grave. Em nossa produção, utilizamos somente ateliês e lavanderias que tem comprovadamente técnicas de redução de desperdício e tratamento de água. Isso é essencial para a nossa cultura interna. Além disso, utilizamos ao máximo todo o material que temos disponível, isso significa maior produção e eficiência para garantir sempre um produto perfeito e socialmente correto.